sábado, 28 de setembro de 2013

O que é cissexismo e identidade cis?

  Por Ana Eufrázio



Para compreendermos o cissexismo é necessário entendermos o prefixo cis. À luz da discussão de gênero, a palavra cis designa pessoa cujos sentimentos ou identidade de gênero e sexualidade estão alinhados culturalmente com o sexo morfológico, homem ou mulher, caracterizado a partir da genitália na ocasião do nascimento.
A identidade de gênero cis define pessoa que nasceu com o sexo masculino, se identifica como homem, sente atração sexual por pessoas do sexo feminino e se relaciona com mulheres, ou como pessoa que nasceu sob o sexo feminino, identifica-se como mulher, sente atração sexual por homens e se relaciona com indivíduos do sexo masculino.
Informações contidas no site do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo (CRO-SP) relatam que estudos de Gênero mostraram, através de experiências vividas por pessoas trans, que a concepção binária de gênero baseada no alinhamento entre sexo, gênero e desejo não é algo "natural" e que ocorre somente a partir de mecanismos deterministas. A premissa de que seria saudável e legítimo a existência somente de dois gêneros antagônicos (feminino e masculino), baseada na diferença entre as genitálias e que ambas se complementam, envolve outros processos para além do biologicismo, é uma construção cultural.
“A realidade de sexo, de gênero e do corpo não pode ser
imposta. Ela tem que ser observada nas formas e nas experiências do indivíduo e do grupo.” CRP-SP.
Portanto, o cissexismo pode ser entendido como pensamento simplório e discriminante de que a sexualidade humana pode ser definida a partir tão somente das características morfológicas binárias de homem ou mulher definidas no nascimento.
Esse entendimento leva o cissexista a negar a existência de diferentes identidades de gêneros e orientações sexuais. A partir dessa perspectiva o indivíduo incorpora e professa discursos degradantes, humilhantes e ofensivos baseados na crença de que as pessoas que não estão em conformidade com as orientações e gêneros cis são anormais e/ou doentes.
Diferentemente da transfobia (aversão a identidade não cis) que se processa através da agressão física, verbal e outros tipos de humilhações, o cissexismo é mais sutil, ele é prioritariamente discriminatório e excludente. Em muitos aspectos transfobia e cissexismo se confundem porque ambos não reconhecem a legitimidade da identidade não cis e por esse motivo são cerceadoras dos direitos das pessoas trans. Embora sutis, os discursos cissexistas são opressores, degradante das identidades trans e ofensivos.
Portanto, baseados nos pressupostos elencados acima, os discursos e atitudes cissexistas ocorrem quando:
  •  Há desqualificação do indivíduo em razão da sua orientação sexual.
  •  Na recusa a chamar a pessoa trans pelo nome escolhido por ela
  •  Ao afirmar que o indivíduo que não esta na condição cisgênero é doente
  • Achar as atitudes ou comportamentos que não estejam alinhados com o esperado para o gênero são anormais e ridiculariza-lo em razão disso
  • Usar termos ofensivos ao se referir à identidade de gênero de pessoas trans, tais como “traveca, bicha, veado, sapatão e outros”. Conforme descreve Hailey, em transfeminismo “Uso de termos ofensivos, mas que muitas pessoas (atenção LGBT’S) não acham ofensivos, ou evocar arbitrariamente (sem a permissão da pessoa) o nome designado ao nascer, a experiência “pregressa”  (falar em “antes” e “depois” é cissexista também); termos como ‘transvestir’,'transformista’, ‘traveco’, ‘transsex’, ‘t-gata’ (sim ‘t-gata’ é um termo fetichizador cissexista e sexista também, objetificador: atenção pessoas que se identificam como “t-lovers”); uso de termos como crossdress, drag, drag queen/king, quando você não sabe qual é a identidade da pessoa. E/ou; Designar arbitrariamente a identidade da pessoa. Conhecer alguém e prontamente decidir qual é a ID da pessoa baseada na imagem (visual e/ou performática) (da sua posição cis) que você tem dela. Alinhar pronomes e identidades também é cissexista. (SIC)”
  • Toda e qualquer forma de descriminação em função da identidade de gênero e condição sexual não elencada aqui pelo fato de serem muitas.

Fonte: http://transfeminismo.com/2011/11/17/o-que-cissexismo/

Imagens: https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcT3iu7kOaapTLgIWO7xe20vQUU_l3x7RkzUGN1hWek-mQosJxGg6wVRyXLx
http://4.bp.blogspot.com/_Aaex_VRdnec/S-TGMuo7QcI/AAAAAAAAAJE/C36ASKLwgnA/s1600/silencio.jpg
http://www.ubebr.com.br/arquivos/especiais/ensaio/images/o%20som%20do%20silencio%20-%20ilustracao%20cronica.jpg

3 comentários:

Sandra Cristina de Carvalho disse...

Desculpa,sou hétero, mas apoio à causa gay, ou LGBT. Com relação a Cis, não compreendi a diferença entre ser Cis e ser Hétero. Pelas pesquisas que fiz, a única diferença é o comportamento preconceituoso dessas identidadés. É isso? Porque se alguém Cis nasce biologicamente mulher e se aceita como tal,se relaciona afetiva e sexualmente com homens,o que a torna diferente da mulher hétero é a aversão às outras identidades sexuais? Gostaria de receber essas explicações de forma clara e didática por email. Pode ser? Tenho amigos e parentes gays, trans,e sou defensora da causa. Obrigada. Como envio meu email?

Sandra Cristina de Carvalho disse...

Por gentileza, envie as respostas às minhas questões por email. Obrigada.Abraços

Ana Eufrázio disse...

Deixe seu e-mail que a gente conversa a esse respeito!
Um abraço!